14:30 06 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    16814
    Nos siga no

    A presidente da delegação permanente ucraniana na Assembleia Parlamentar da OTAN, Irina Friz, deputada ucraniana do "Bloco de Pyotr Poroshenko", disse que as autoridades russas alegadamente oferecem a cidadania russa na Crimeia e "povoam a península com os povos da Sibéria".

    Segundo ela, a delegação ucraniana na sessão da Assembleia Parlamentar da OTAN, que está ocorrendo em Bucareste, focou a atenção da Assembleia para as questões da "militarização da Crimeia".

    "Durante a discussão que continua, focalizamos a Assembleia Parlamentar da OTAN para a militarização da Crimeia, a violação dos direitos e liberdades na península pelos invasores, a concessão compulsória de cidadania à população da Crimeia, o assentamento do povo siberiano", escreveu Friz em sua página no Facebook.

    A península da Crimeia foi incorporada à Rússia em março de 2014 após a realização de referendo quanto à reunificação do território: 97% dos votantes apoiaram a causa. Segundo o presidente russo, Vladimir Putin, a questão da Crimeia "está completamente resolvida".

    A incorporação da península à Federação Russa foi o principal motivo para a deterioração das relações entre Moscou e os países do Ocidente.

    As autoridades russas afirmaram repetidamente que os habitantes da Crimeia, conforme os princípios democráticos, de pleno acordo com a lei internacional e a Carta da ONU, votaram a favor da reunificação com a Rússia.

    Mais:

    Ponte da Crimeia receberá sistemas de defesa utilizados em instalações militares
    'Negócio perdido': Crimeia reage à demanda da Ucrânia quanto à ponte que a ligará à Rússia
    Poroshenko quer processar Rússia por causa da ponte da Crimeia
    2 espiões ucranianos foram detidos na Crimeia
    Tags:
    Assembleia Parlamentar da OTAN, OTAN, Sibéria, Ucrânia, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar