21:29 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Explosão nuclear

    Revelado o que pode pôr mundo à beira da guerra nuclear

    CC0 / Pixabay
    Mundo
    URL curta
    960

    Ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos, William Perry, nomeia os perigos que existem no mundo moderno e indica fatores que podem provocar a guerra nuclear.

    Início de uma guerra nuclear pode ser provocado tanto por fator humano, como por mau funcionamento de sistemas de alerta antimíssil, acredita o ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos, William Perry, no âmbito do Fórum Internacional de Luxemburgo para prevenir catástrofe nuclear.

    "No mundo moderno, o perigo de catástrofe nuclear é muitas vezes mais elevado. Uma das razões que podem provocar um conflito nuclear pode ser um erro humano ou um possível mau funcionamento de sistemas de alerta antimíssil que estão ao dispor dos EUA e da Rússia", declarou na segunda-feira (9) William Perry.

    Segundo o ex-secretário da Defesa, nos anos da Guerra Fria, três incidentes semelhantes tiveram lugar. Nessa conexão, ele lembrou sobre os eventos que ocorreram nos EUA em 1979 e na União Soviética em 1982.

    Quanto aos Estados Unidos, naquele ano teve lugar o lançamento imediato de 200 mísseis balísticos intercontinentais simultaneamente. Mais tarde se revelou que o sistema funcionava sem problemas e que isso foi um erro do operador.

    "Naquele momento, só graças ao [então] presidente [dos EUA] se conseguiu evitar o início da guerra nuclear, para tomar a decisão foram precisos cerca de dez minutos", sublinhou.

    De acordo com suas palavras, um caso semelhante ocorreu na União Soviética em 1982, mas a catástrofe também foi evitada.

    Considerando o perigo que existia e continua permanecendo, Perry expressou suas "profundas preocupações" em meio às relações atuais entre os EUA e a Rússia. Em sua opinião, Washington tem mais responsabilidade pela escalada das tensões nessas relações.

    No entanto, ele está preocupado com as "ações da Rússia nessa área". "A Rússia, é o único país, capaz de causar danos aos EUA. Será que esquecemo-nos das despesas da corrida armamentista na esfera nuclear?", o especialista faz uma pergunta retórica.

    Entretanto, o ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos nomeou três novas ameaças ligadas à proliferação de armamento nuclear que não havia durante a Guerra Fria: terrorismo nuclear, possibilidade de uma guerra nuclear regional entre a Índia e o Paquistão e um conflito nuclear com participação da Coreia do Norte.

    Mais:

    Impasse nuclear: o que pode pôr fim às ameaças mútuas da Coreia do Norte e EUA?
    Estudo calcula o número de vítimas no caso de um ataque nuclear contra Seul e Tóquio
    Que desafios essenciais enfrenta Seul além da ameaça nuclear de Pyongyang?
    EUA só querem falar com a Coreia do Norte por um motivo. E não é pelo programa nuclear
    Coreia do Norte promete se tornar 'força nuclear', apesar das sanções dos EUA
    Tags:
    perigos, defesa antimísseis, erro humano, ameaça nuclear, guerra nuclear, sistema de defesa, Guerra Fria, Pentágono, William Perry, União Soviética, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik