04:57 07 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4120
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores do Irã afirmou que o seu programa de mísseis balísticos de defesa não é negociável e não contradiz o acordo nuclear assinado com países do Ocidente, o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês).

    Um porta-voz da chancelaria iraniana negou nesta sexta-feira (6) que Teerã quer negociar seu programa balístico. 

    A suposta intenção iraniana de discutir seu programa balístico foi noticiada pela agência de notícias Reuters, que informou que Teerã teria disposição em sentar na mesa de negociação com os países signatários do acordo nuclear.

    "O Irã enfatizou durante todas as reuniões diplomáticas com funcionários estrangeiros… que o programa de mísseis balísticos de defesa não é negociável e não contradiz a resolução 2231 do Conselho de Segurança das Nações Unidas", disse o chanceler iraniano Bahram Qassemi.

    A resolução citada por Qassemi é basicamente um apoio ao acordo nuclear iraniano que retirou sanções impostas contra Teerã em troca de garantias de que seu programa nuclear teria fins pacíficos.

    O programa de mísseis balísticos do Irã desencadeou o descontentamento e as preocupações de outros países — principalmente os Estados Unidos.

    Mais:

    Por que EUA provocam Irã?
    Opinião: Irã continuará sendo vencedor mesmo que EUA anulem acordo nuclear
    Rússia não cessará fornecimento de armas ao Irã se EUA abandonarem acordo nuclear
    Parlamentar russo: Irã interpretará o cancelamento do acordo nuclear como provocação
    É o fim? Imprensa afirma que Trump pretende anular acordo nuclear com Irã
    Por que a Coreia do Norte está de olho no acordo nuclear entre EUA e Irã?
    'Querem criar um novo Israel', diz líder do Irã sobre referendo do Curdistão
    Tags:
    Conselho de Segurança da ONU, ONU, Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qassemi, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar