12:45 02 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2 0 0
    Nos siga no

    Mais de 8 mil menores de idade foram mortos ou feridos no ano passado em diferentes conflitos armados em todo o mundo, disse Stephane Dujarric, porta-voz do Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta quinta-feira (5).

    Segundo o porta-voz, os três países que registraram mais incidentes com menores de idade são: Afeganistão (3.512), Síria (1.915) e Iêmen (1.340).

    A ONU voltou a incluir a coalização internacional liderada pela Arábia Saúdita no Iêmen em sua "lista negra" por matar e ferir crianças.

    Em junho de 2016, a ONU também tinha incluído a coalizão na "lista negra", mas recuou após a Arábia Saudita ameaçar reduzir os repasses de dinheiro que faz à ONU, afirmou o então secretário-geral Ban Ki-moon.

    O Iêmen está em guerra civil desde 2015. Enquanto a Arábia Saudita faz parte de uma coalização internacional com outros países árabes para apoiar o presidente Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi, o Irã apoia os rebeldes Houthi. Segundo a ONU, mais de 10 mil pessoas já morreram no conflito e 3 milhões tiveram que deixar suas casas.

    Mais:

    Dor, miséria, impunidade: Haitianas abusadas por soldados da ONU contam suas histórias
    Igreja Católica e ONU irão monitorar cessar-fogo entre guerrilha e Governo da Colômbia
    ONU oferece ajuda para resolver crise no Curdistão
    Proposta para reformar a ONU: Nova 'derrota' para os EUA?
    ONU: Israel mantém alta taxa de construção de assentamentos ilegais
    Tags:
    ONU, Ban Ki-moon, Afeganistão, Iêmen, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar