21:51 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O 14º Dalai Lama, líder religioso da escola Gelug do budismo tibetano

    Dalai Lama: o mundo está se tornando um lugar melhor

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    1773

    Durante seus recentes ensinamentos em Riga, na Letônia, o líder budista Dalai Lama disse acreditar que o mundo está melhorando, uma vez que as pessoas estão mais dispostas a rejeitar o sofrimento.

    "Eu acredito que o mundo está se tornando um lugar melhor", destacou ele em encontro com luminares culturais na sessão de ensinamento para Rússia e países do Báltico. "As pessoas ficaram mais maduras por causa do sofrimento e das guerras mundias, elas já tiveram abuso suficiente", afirmou, explicando que há uma tendência bem maior a se resistir ativamente à violência e buscar mais a paz. 

    Para o Dalai Lama, o pensamento comum mudou significativamente ao longo das últimas décadas. Segundo ele, se, na primeira metade do século XX, cidadãos de diferentes países participaram com orgulho de uma série de conflitos, na segunda metade e no início do século XXI, os protestos contra as guerras foram muito mais significativos. 

    "Baseadas no senso comum, as pessoas da Europa, atingidas pela Primeira e pela Segunda Guerra Mundial, criaram a União Europeia. Com a antiga mentalidade, isso não seria possível."

    Perguntado sobre a possibilidade de um novo conflito mundial, Sua Santidade disse que, embora alguns líderes políticos digam que é possível, ele, pessoalmente, não acredita. 

    "Afinal, se você realmente usa armas nucleares, você pode destruir não só o inimigo, mas também você mesmo", disse o Dalai Lama. 

    Tags:
    budismo, União Europeia, Dalai Lama, Europa, Tibete, Mar Báltico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar