05:23 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Parque olímpico em Pyeongchang

    França afirma que pode não participar dos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Mundo
    URL curta
    432

    A delegação da Olimpíada de Inverno da França não viajará para os Jogos de 2018 na Coreia do Sul se a sua segurança não puder ser garantida, disse a ministra francesa dos Esportes, Laura Flessel, nesta quinta-feira (21).

    É a primeira vez que um país levanta dúvidas sobre a realização do evento esportivo.

    A tensão na península da Coreia está alta após seguidos testes de mísseis e um teste nuclear de Pyongyang. 

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou "destruir totalmente" a Coreia do Norte caso haja ameaça aos Estados Unidos ou algum de seus aliados. O presidente republicano também assinou novas sanções contra o país de Kim Jong-un.

    Em entrevista à rádio RTL, Flessel afirmou que no caso da crise piorar e "nossa segurança não puder ser garantida", o time olímpico francês ficará em casa. Entretanto, a ministra dos Esportes afirmou que tal nível de insegurança ainda não foi atingido.

    Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 estão previstos para ocorrer entre 9 e 25 de fevereiro em Pyeongchang, cidade que fica a cerca de 80 quilômetros de distância da fronteira com a Coreia do Norte.

    O comitê organizador do evento afirmou que está monitorando a situação geopolítica da região e que a segurança é sua prioridade máxima. 

    Mais:

    Trump assina novo pacote de sanções contra a Coreia do Norte, mas acena para o diálogo
    Coreia do Sul vai prestar ajuda humanitária à Coreia do Norte
    Coreia do Norte ameaça EUA com 'ataque nuclear terrível e colapso miserável e final'
    Do que vive Coreia do Norte? Dissecamos sua economia
    Coreia do Norte está construindo um submarino nuclear, diz jornal
    'Qualquer guerra com a Coreia do Norte resultaria em 1 bilhão de pessoas mortas'
    Como a Coreia do Norte contorna as sanções da ONU?
    Tags:
    ONU, Donald Trump, Kim Jong-un
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar