07:08 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    27210
    Nos siga no

    Os presidentes de China e Estados Unidos, Xi Jinping e Donald Trump, conversaram por telefone nesta segunda-feira sobre a questão das ameaças norte-coreanas e concordaram em aumentar ao máximo as pressões sobre Pyongyang, com base nas resoluções já adotadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

    A conversa, revelada nesta tarde pela Casa Branca, pouco depois de o representante da diplomacia chinesa Lu Kang destacar a importância de se implementar as resoluções aprovadas, após discursos mais tensos por parte de diplomatas americanos. 

    No último domingo, a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que Washington já havia esgotado todas as chances de resolver o problema da Coreia do Norte no âmbito das Nações Unidas, acrescentando que o país asiático seria destruído se colocasse em risco a segurança dos Estados Unidos ou de seus aliados. 

    As tensões no Leste Asiático vem aumentando de maneira vertiginosa ao longo dos últimos meses, com frequentes trocas de ameaças entre Coreia do Norte e Estados Unidos e testes de mísseis e nucleares cada vez mais perigosos por parte de Pyongyang. Em meio a essas tensões, o Conselho de Segurança das Nações Unidas decidiu impor sanções severas aos norte-coreanos, afetando principalmente o setor energético do país, muito ligado à China.

    Mais:

    Forças Aéreas dos EUA e Coreia do Sul realizam exercícios conjuntos
    Como a Coreia do Norte contorna as sanções da ONU?
    Ameaças à Coreia do Norte sinalizam 'beco sem saída' aos EUA, diz parlamentar russo
    Haley: 'Se EUA tiverem de se defender, a Coreia do Norte será destruída'
    Tags:
    resoluções, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Nikki Haley, Xi Jinping, Donald Trump, Washington, Pyongyang, China, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar