17:22 20 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2256
    Nos siga no

    Pequim está indignada com Washington por ter impedido compra de uma empresa norte-americana de produção de chip ao ponto de pedir para sua mídia expressar insatisfação com a medida tomada.

    Após o bloqueio pela Casa Branca da venda de uma empresa produtora de microchips para um grupo de investimento da China, a agência de notícias oficial chinesa, Xinhua, publicou um duro artigo crítico sobre medidas "limitadas" para "execução de protecionismo", de acordo com a Reuters.

    Ao negar a aquisição da Lattice Semiconductor (fabricante com sede na Califórnia) pelo Canyon Bridge Capital Partners chinês, a administração de Donald Trump está "poupando no insignificante e gastando no extravagante", segundo a Xinhua.

    Assessores de Trump levaram em consideração informações sobre o grupo de investimento Canyon Bridge ter sido fundado parcialmente pelo Banco Central da China e estar ligado ao novo programa espacial crescente, fazendo com que a transação fosse negada pelo presidente norte-americano.

    O decreto, assinado por Trump na quarta-feira (13), diz que a Lattice e o Canyon Bridge "devem tomar todos os passos necessários para abandonar de modo completo e permanente a transação proposta", declara o documento, citado pela Reuters.

    Segundo o decreto, a anulação do contrato deve ser concluída em 30 dias a partir do dia de assinatura do último.

    "Este passo, que prejudica tanto crescimento e recuperação econômica global dos EUA, contradiz a natureza de caráter mutualmente vantajosa e benéfica das relações entre a China e os EUA", acredita Xinhua.

    Ao usar dados da inteligência para verificar a viabilidade de investimentos estrangeiros, os Estados Unidos executam "protecionismo", ressaltou a Xinhua, acrescentando que esta medida, do ponto de vista de rentabilidade, "poupa no insignificante e gasta no extravagante", sendo também "limitada".

    Mais:

    Na contramão das sanções dos EUA, China abre linha de crédito de US$ 10 bi para o Irã
    Como EUA se preparam para guerra com Rússia e China?
    Tags:
    fabricante, chips, indignação, venda, proibição, Donald Trump, Xi Jinping, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar