02:07 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Confira as fotos do segundo dia do presidente Michel Temer (PMDB) na China.

    Diplomacia de Temer busca nova orientação com negócios na China

    © Foto: Beto Barata/PR
    Mundo
    URL curta
    IX Cúpula do BRICS (22)
    9394 0 0

    O presidente Michel Temer e o seu colega chinês, Xi Jinping, assinaram 14 acordos na última sexta-feira durante a visita oficial do líder brasileiro à China. A Sputnik Brasil conversou com o economista e sócio da E2 Economia Estratégia, Celso Toledo, sobre os impactos destes acordos para o Brasil.

    O presidente brasileiro, Michel Temer, se encontrou na última sexta-feira, em Pequim, com o líder chinês Xi Jinping, para a assinatura de 14 atos internacionais, entre acordos entre Estados e parcerias privadas com o objetivo de gerar investimentos e negócios.

    Em entrevista à Sputnik Brasil, o economista Celso Toledo avaliou positivamente a orientação pragmática da diplomacia brasileira em relação à China. 

    "É muito positivo voltar a ver que a diplomacia voltou a ser orientada de forma mais pragmática, na busca de acordos que realmente fazem sentido para econonomia, mais do que acordos com a finalidade de fazer política", disse ele. 

    Segundo o especialista, a viagem de Temer para a China e os acordos com o país fazem muito sentido do ponto de vista econômico. 

    "Essa pauta centrada na infraestrutura […] a gente sabe que é um calcanhar de aquiles para o Brasil, é um gargalo que precisa ser superado", observa.

    Celso Toledo também comentou se o agravamento fiscal e a debilidade econômica no Brasil permite que os acordos com a China sejam de um caráter mais unilateral com os investimentos da China no Brasil. 

    "Quando há um investimento, ele beneficia as duas partes […] seria uma situação melhor se nós estivéssemos investindo fora", disse, acrescentando que "é interessante para a China estar presente num mercado tão estratégico como o Brasil", afirmou Celso Toledo. 

    Entre os acordos fechados entre Brasil e China estão a facilitação de vistos de turismo e de negócios entre os dois países; a parceria para coprodução cinematográfica entre Brasil e China; memorando de entendimento sobre comércio eletrônico e o licenciamento da Fase 2 da Usina de Belo Monte. 

    Tema:
    IX Cúpula do BRICS (22)

    Mais:

    Temer presenteia Xi Jinping com camisa da seleção brasileira autografada por Pelé
    No primeiro dia na China, Temer faz reuniões com empresários para falar de privatizações
    Pressão sobre Temer: Funaro confirma pagamentos de Joesley pelo seu silêncio, diz jornal
    Temer x Amazônia: ameaça ao meio ambiente ou à soberania nacional?
    Tags:
    acordos bilaterais, acordos, cooperação, economia, Michel Temer, Xi Jinping, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik