04:53 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Benjamin Netanyahu, premier de Israel, em discurso na 71ª Assembleia Geral da ONU

    Israel ameaça interromper financiamento da ONU

    © AFP 2018/ Jewel SAMAD
    Mundo
    URL curta
    14311

    O vice-ministro das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Hotovely, declarou neste domingo (27) que o país aproveitará a primeira visita do secretário-geral da ONU, Atonio Guterres, para manifestar que "não tolerará uma relação de preconceito" dentro da organização.

    "Estamos nos esforçando para uma mudança dramática em como as Nações Unidas tratam Israel. É hora de trazer diretamente esta questão à mesa de negociações e resolve-la inequivocamente", disse o vice-ministro, citado pela mídia local. 

    Ele observou também que se a ONU "não mudar significativamente o seu comportamento, perderá apoio e financiamento" de Israel e de outros países. De acordo com Hotovely, os Estados Unidos também mudaram de posição e deixaram claro que não tolerariam mais uma atitude preconceituosa em relação a Israel.

    Hotovely observou também que a discussão com Guterres se concentrará no fortalecimento da missão da ONU no Líbano. "Obviamente, o mandato deve ser alterado", observou o vice-ministro das Relações Exteriores.

    Mais cedo, o representante oficial do secretário-geral da ONU, Stefan Dujarrik, declarou que Guterres, durante sua primeira visita a Israel e à Palestina na próxima semana, conversará com os líderes dos dois lados.

    Mais:

    'Faremos o que for necessário para manter a segurança', diz embaixador de Israel na ONU
    Israel corta verbas da ONU para retaliar 'discriminação' ao Estado judeu
    Israel boicota sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU
    EUA pedem reforma do Conselho de Direitos Humanos da ONU e saem em defesa de Israel
    Tags:
    relações diplomáticas, financiamento, ONU, Antonio Guterres, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik