12:09 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0124
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, aplicou novas sanções econômicas contra a Venezuela na última sexta-feira (25).

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, declarou neste sábado (26) que os Estados Unidos promovem um "golpe fincanceiro" contra a Venezuela em relação às sanções contra o governo de Nicolás Maduro. 

    "Como seu plano de intervenção falhou, os EUA executaram um golpe financeiro contra a Venezuela. Almagro, Fox e os demais golpistas cúmplices se calaram", disse o presidente boliviano em sua conta no Twitter, citando também o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) e o ex-presidente mexicano. 

    Na última sexta-feira, os Estados Unidos proibiram as empresas norte-americanas de negociar ou adquirir títulos da dívida e ações do governo da Venezuela ou de sua estatal de petróleo, PDVSA, com prazo de vencimento superior a 30 e 90 dias, respectivamente.

    Mais:

    Após ameaça e sanções dos EUA, Venezuela realiza exercícios militares
    Venezuela procurará melhores relações e mais apoio da China e Rússia
    Assessor de Trump diz que EUA não planejam intervenção militar na Venezuela
    Venezuela: novas sanções dos EUA são 'o pior ato de agressão' nos últimos 200 anos
    Tags:
    EUA, Venezuela, Bolívia, Nicolás Maduro, Evo Morales, Donald Trump, golpe, sanções econômicas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar