23:30 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Cerimônia de hasteamento da bandeira dos Estados Unidos em Havana, nesta sexta-feira, 14 de agosto de 2015

    Pelo menos 16 diplomatas dos EUA em Cuba foram afetados por suposto 'ataque acústico'

    © REUTERS/ Pablo Martinez Monsivais
    Mundo
    URL curta
    2291

    Pelo menos 16 diplomatas dos EUA foram afetados por um suposto "ataque acústico" que teria danificado a sua audição em Cuba. A declaração é da porta voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (24).

    "Somente agora temos confirmação de quantos americanos foram afetados… Pelo menos 16 funcionários do governo dos EUA, membros da nossa embaixada, sofreram algum tipo de sintoma", disse Nauert.

    O Departamento de Estado não deu detalhes sobre a origem do problema, embora fontes governamentais terem informado nos últimos dias que a causa dos traumas pode ter sido um ataque com um dispositivo de som.

    "Eles receberam tratamento médico nos EUA e em Cuba, abordamos esta situação com extrema seriedade e estamos dando-lhes a ajuda, tratamento e o apoio que eles precisam", concluiu Nauert.

    Segundo fontes oficiais, os diplomatas norte-americanos foram vítimas de um "ataque acústico" com "sofisticados dispositivos de som" que funcionariam fora da gama de sons audíveis e teriam sido colocados nas suas residências, o que provocou a perda da capacidade auditiva. Os sintomas se assemelhavam a uma concussão.

    Mais:

    Mistério continua: 'ataque acústico' em Cuba afetou mais de 10 diplomatas dos EUA
    Ataque acústico em Cuba: 'Dessa administração dos EUA se pode esperar qualquer coisa'
    Quais podem ser as consequências do afastamento entre os EUA e Cuba?
    Chancelaria cubana: 'Novos bloqueios dos EUA em Cuba estão destinados ao fracasso'
    Tags:
    ataque acústico, diplomatas, Departamento de Estado, Heather Nauert, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik