14:07 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, com James  Mattis, secretário de Defesa dos EUA

    Mattis e Poroshenko conversam sobre envio de armas para 'defender' a Ucrânia

    Nikolai Lazarenko
    Mundo
    URL curta
    635

    Os Estados Unidos estão considerando o envio de armas letais para a Ucrânia e pretendem continuar a apoiar o país na defesa de seu território e sua população, garantiu o secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, em uma reunião com o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko.

    Mattis, que está em Kiev, prometeu apresentar recomendações concretas sobre a futura política na Ucrânia para a liderança dos EUA ao retornar para Washington.

    Poroshenko, por sua vez, preferiu abster-se de discutir o potencial fornecimento de armas até o anúncio final do governo norte-americano. O presidente ucraniano acrescentou estar feliz com o estado geral das relações entre a Ucrânia e os Estados Unidos.

    Mattis anunciou que Washington já aprovou o fornecimento de produtos e de tecnologias, no valor de US $ 175 milhões, para a Ucrânia, incluindo equipamentos especiais que aumentam a capacidade de defesa do país.

    O secretário de Defesa dos EUA também disse que Washington manterá o apoio a Kiev em seus esforços para defender o país e o povo, e expressou apoio às reformas do setor de defesa do país, acrescentando que Washington esperava que a Ucrânia implementasse todos os requisitos para adesão à OTAN.

    Em julho, Poroshenko assinou um projeto de lei aprovado pelo parlamento em 8 de junho, formalizando a intensão do país de se unir à OTAN como uma prioridade da política externa de Kiev.

    Mais:

    Poroshenko mostra tanque modernizado e diz que exército é 'cada vez mais forte'
    Poroshenko revela como potencial militar ucraniano foi reforçado nos últimos anos
    Ucrânia é nova zona-tampão dos EUA contra a Rússia
    Ucrânia planeja inaugurar Centro de Doutrinas e Tática da OTAN
    Tags:
    armas, OTAN, Pyotr Poroshenko, James Mattis, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik