20:48 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Imagem do Hwasong-14, míssil que a Coreia do Norte afirma ser de longo alcance (intercontinental), em teste realizado em 4 de julho de 2017

    Pyongyang: EUA e Coreia do Sul 'brincam com fogo sobre um barril de pólvora nuclear'

    © REUTERS/ KCNA/via REUTERS
    Mundo
    URL curta
    Manobras irritam Pyongyang (20)
    63086100

    O Comitê Popular para a Paz da Coreia do Norte emitiu uma declaração que foi divulgada na mídia nacional condenando os exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul. Pyongyang classificou as manobras como "brincadeira com fogo sobre um barril de pólvora nuclear".

    "Nós não estamos apenas assistindo as imprudentes brincadeiras com fogo sobre um barril de pólvora nuclear. Nós responderemos vigorosamente à exposição aberta de hostilidade", diz o comunicado lido na televisão nacioanal.

    Além disso, a Coreia do Norte divulgou uma foto que retrata o líder do país, Kim Jong-un, discutindo algo alegremente com militares, e atrás dos seus interlocutores está bem visível uma placa com a inscrição "míssil balístico de 'Pukkyson-3'".  

    Em julho, a Coreia do Norte realizou testes bem sucedidos do míssil balístico intercontinental após o Conselho de Segurança da ONU ter imposto novas sanções contra o país, levando a uma escalada de tensão ainda maior na península. A Coréia do Norte prometeu lançar mísseis balísticos contra o território norte-americano de Guam, no Pacífico.

    Tema:
    Manobras irritam Pyongyang (20)

    Mais:

    Washington comemora moderação da Coreia do Norte, após sanções da ONU, e vislumbra diálogo
    Ucrânia chama a investigar entrega de tecnologias à Coreia do Norte
    Coreia do Norte estaria cooperando para o desenvolvimento de armas químicas na Síria
    'Submarino nuclear britânico apoiaria EUA numa guerra contra Coreia do Norte'
    Tags:
    península coreana, míssil balístico intercontinental, armas nucleares, Kim Jong-un, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik