21:20 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Caças F-16 da Força Aérea dos EUA na base de Kunsan, Coreia do Sul (arquivo)

    Força Aérea dos EUA pode intensificar operações no Afeganistão após decisão de Trump

    KIM JAE-HWAN
    Mundo
    URL curta
    823

    A Força Aérea dos EUA pode intensificar seus ataques no Afeganistão e expandir o treinamento das forças afegãs após a decisão do presidente Donald Trump de não interromper a campanha militar norte-americana no país, que já dura 16 anos.

    A informação foi divulgada pelo chefe do Estado Maior da Força Aérea dos EUA, general David Goldfein, citado pela agência Reuters. No entanto, ele afirmou que a questão está sendo examinada porque os militares norte-americanos apenas iniciaram o processo de traduzir em ações a estratégia de guerra de Trump.

    Ao ser questionado se a Força Aérea dedicaria mais recursos ao Afeganistão, onde os Estados Unidos travam o seu conflito militar mais longo, Goldfein respondeu: "Possivelmente".

    "É muito cedo para dizer o que isso significará em termos de aumentos ou reduções", disse ele em uma entrevista conjunta com a secretária da Força Aérea, Heather Wilson.

    Ao mesmo tempo, ele reconheceu que "definitivamente" está sendo considerado o aumento do poder aéreo do país, incluindo o aumento do apoio às forças dos EUA em terra, seguindo o compromisso de Trump de redobrar sua campanha contra insurgentes talibãs, que ganharam terreno contra as forças do governo afegão apoiado por Washington.

    Mais:

    Trump anuncia aumento da presença dos EUA no Afeganistão para combater o terrorismo
    Opinião: nova estratégia de McCain causará mais vítimas civis no Afeganistão
    Tags:
    campanha militar, ocupação, guerra, Força Aérea, Donald Trump, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar