19:42 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    A bandeira da China

    Pequim promete responder às possíveis restrições comerciais de Washington

    © AP Photo/ Mark Schiefelbein
    Mundo
    URL curta
    2180

    A China está determinada a responder ao possível endurecimento das regras do comércio bilateral com os EUA, afirmou o Ministério do Comércio chinês.

    Na segunda-feira (14), o presidente norte-americano, Donald Trump, pediu uma investigação por possível roubo de propriedade intelectual dos EUA por parte da China, prometendo também endurecer as regras do comércio bilateral.

    "A China espera que os representantes comerciais norte-americanos respeitem e se baseiem em fatos objetivos e que atuem com cautela", diz-se no comunicado do ministério.

    "Caso os EUA não tomem em consideração os fatos, não respeitem as normas do comércio multilateral e prejudiquem com suas ações as relações comerciais entre os dois países, a China não vai ficar calada observando tudo isso, mas tomará as medidas necessárias para garantir seus direitos e interesses legais", avançou o ministério chinês.

    Anteriormente, foi informado que Trump planeja acionar o artigo 301 da Lei do Comércio de 1974. O artigo permite que os EUA apliquem unilateralmente barreiras comerciais aos produtos estrangeiros, o que pode levar ao aumento das taxas de importação.

    Mais:

    'Caçadores espaciais': como Pequim poderia ganhar uma guerra contra Washington
    Hora de Pequim se preocupar: Vietnã se aproxima cada vez mais dos EUA
    Tags:
    retaliação, restrições, comércio bilateral, Ministério do Comércio da China, Donald Trump, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik