16:45 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Forças de segurança do Afeganistão ocupam posições durante o combate na cidade de Kunduz, norte do Afeganistão, 29 de setembro de 2015

    EUA matam militantes no Afeganistão e contrariam relatos sobre morte de civis

    © REUTERS/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    554711

    O porta-voz das Força dos Estados Unidos no Afeganistão, Bob Purtiman, declarou nesta sexta-feira (11) que ataque dos EUA na província de Nangarhar na quinta-feira atingiu militantes e não resultou em baixas civis, contrariando relatos anteriores.

    Anteriormente, havia sido relatado que pelo menos 16 pessoas teriam morrido por conta do ataque aéreo das forças estrangeiras na província de Nangarhar, no Afeganistão.

    "Os militantes foram observados carregando armas em um veículo e estavam sob vigilância até que o veículo foi destruído por um ataque aéreo", disse Purtiman.  

    "O ataque foi conduzido no meio de um terreno aberto. Havia zero de chance de vítimas civis", completou o porta-voz. 

    Em 2001, os Estados Unidos lançaram operação militar antiterrorista no Afeganistão e, depois, iniciaram missão de combate ISAF (Força Internacional de Assistência para a Segurança) para combater terroristas, treinar e prestar assistência às forças de segurança do Afeganistão.

    Em dezembro de 2014, os EUA e a OTAN concluíram a operação de combate ISAF. Desde 1º de janeiro de 2015, a nova missão da OTAN Apoio Resoluto está sendo realizada no Afeganistão.


    Mais:

    Será que Rússia pode reintroduzir suas tropas no Afeganistão para lutar contra Daesh?
    Pelo menos 16 pessoas morreram em ataque aéreo de forças estrangeiras no Afeganistão
    A quem pertence aviação não identificada no Afeganistão?
    EUA identificam soldados mortos no Afeganistão
    Tags:
    terrorismo, ocupação, operação, ataque aéreo, civis, morte, Pentágono, EUA, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik