12:06 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin e Donald Trump em seu primeiro encontro, durante a cúpula do G20, na Alemanha

    Donald Trump agradece a Vladimir Putin por expulsar americanos da Rússia

    © REUTERS/ Steffen Kugler/Courtesy of Bundesregierung
    Mundo
    URL curta
    536831301

    Em seu segundo encontro com jornalistas no seu complexo de golfe em Nova Jersey, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que gostaria de agradecer ao líder russo, Vladimir Putin, por expulsar da Rússia centenas de funcionários da missão diplomática dos Estados Unidos, pois Washington estava precisando mesmo reduzir os gastos com pessoal.

    "Eu aprecio muito o fato de que poderemos cortar a folha de pagamentos dos Estados Unidos", brincou o chefe de Estado dos EUA, que se elegeu fazendo propaganda de sua grande experiência como homem de negócios. "Nós vamos economizar muito dinheiro. Não há razão para eles voltarem para lá". 

    Em resposta ao novo pacote de sanções americanas contra Moscou, no final do mês passado, o presidente Putin decidiu reduzir para 455 o número de funcionários na Embaixada e em outras representações da diplomacia dos EUA em seu país, igualando o tamanho do pessoal diplomático nos dois países. Segundo essa decisão, criticada pelo Departamento de Estado norte-americano, os 755 funcionários dispensados deverão deixar seus cargos até o dia 1 de setembro.

    Mais:

    EUA confirmam expulsão de dois diplomatas cubanos
    EUA ordenam a familiares de diplomatas que deixem a embaixada em Caracas
    Rússia expulsa diplomatas estonianos como medida de resposta
    Tags:
    expulsão, diplomatas, diplomacia, Vladimir Putin, Donald Trump, Washington, Moscou, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik