04:49 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldado norte-americano no campo de papoilas no Afeganistão

    Estariam EUA roubando o urânio do Afeganistão?

    © AFP 2019 / Massoud HOSSAINI
    Mundo
    URL curta
    18125
    Nos siga no

    A administração de Donald Trump está considerando várias opções para aumentar sua presença militar no território do Afeganistão. Ao que parece, há várias razões para isso. Trata-se das jazidas de recursos minerais que podem ser de interesse para os países ocidentais. O especialista afegão Naim Samim comentou a situação para a Sputnik Dari.

    O presidente norte-americano vê de modo cético o possível aumento das tropas dos EUA no Afeganistão, por isso considera que os recursos naturais poderiam ser um pretexto para os EUA ficarem no país.

    No entanto, a realidade é diferente. Os norte-americanos não pretendem se esforçar para o bem-comum do Afeganistão e continuam retirando do país minérios preciosos, mais precisamente urânio. Será que os EUA estão retirando urânio em gigantescos aviões de transporte da província afegã de Helmend? O diretor da Organização de Minas e Recursos Minerais de Helmend, Naim Samim, falou para a Sputnik Dari onde estão situadas as jazidas, que chamaram atenção de Washington.

    "Atualmente estes territórios estão sob controle do adversário e não podemos lá entrar. Houve rumores de que os norte-americanos e britânicos estariam explorando urânio nesta região. Os EUA têm na região de Garmsir [província de Helmend] um aeroporto. É daí que eles alegadamente estão retirando urânio. Mas não temos dados confirmados", comentou Naim Samim, notando que não pode confirmar nem desmentir as informações.

    O especialista também indicou as principais jazidas do minério no país, sublinhando que o Afeganistão é rico em urânio.

    "A maior concentração de urânio se encontra nas províncias de Helmend, Urozgan e Khanashin, junto com outros minérios. Há muito urânio no sul do Afeganistão, na região de Chaqi", indicou.

    Naim Samim sublinhou que segundo as estimativas dos norte-americanos, no território entre a província de Nimruz e a de Paktika (sudeste do país) há cerca de 1600 milhões de toneladas de cobre.

    No entanto, frisa o especialista, é preciso começar uma pesquisa geológica na região para ter dados exatos sobre a quantidade de recursos naturais de que o Afeganistão dispõe.

    Mais:

    'Mãe de Todas as Bombas' deixa doenças da pele e olhos e outros 'presentes' no Afeganistão
    McCain: EUA estão perdendo a guerra no Afeganistão
    Tags:
    recursos minerais, urânio, exploração, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar