07:35 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ataque aéreo contra terroristas em Mossul, Iraque

    Vice-presidente iraquiano: crises no Iraque e Síria não têm solução militar

    © AP Photo / Felipe Dana
    Mundo
    URL curta
    130

    As ações militares não servem para acabar com a crise no Iraque e na Síria, sendo necessária uma solução política para o problema. Quem afirma é o vice-presidente do Iraque, Nouri al-Maliki, que se reuniu com o presidente russo, Vladímir Putin.

    "A solução da crise no Iraque e Síria não pode ser exclusivamente militar, o esforço político é necessário", disse ele. O vice-presidente iraquiano destacou a necessidade de encontrar uma "forma de regulação" para garantir a resolução das diferenças entre "componentes individuais" da sociedade, que duram 14 anos desde a queda de Saddam Hussein.

    Maliki, por sua vez, expressou sua gratidão à Rússia e pessoalmente a Putin pela posição "honesta" e "honrada" de acelerar a entrega das armas necessárias quando o Iraque sofria violentos e maciços ataques "politicamente motivados".

    O vice-presidente do Iraque está na Rússia para uma visita que vai durar até 26 de julho.

    Anteriormente, ele teve uma reunião com o chanceler russo, Sergei Lavrov, e a chefe do Senado russo, Valentina Matvienko.

    Após a reunião com Matvienko realizada em 24 de julho, Maliki disse que o governo iraquiano gostaria de ver uma maior presença militar e política da Rússia no território do seu país.

    Mais:

    Inteligência do Iraque: 'número dois' do Daesh foi eliminado durante ataque aéreo
    Bagdá solicitou presença militar e política russa no Iraque
    Rússia salvou Oriente Médio da destruição, diz o vice-presidente do Iraque
    Ex-inimigos, Irã e Iraque assinam acordo por maior cooperação militar
    Tags:
    militar, solução política, crise, Valentina Matvienko, Nouri al-Maliki, Saddam Hussein, Síria, Iraque, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik