12:44 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1750
    Nos siga no

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou a Anistia Internacional de estar preparando uma nova tentativa de golpe de Estado no seu país, citando informações da inteligência turca.

    A Anistia Internacional está exigido que a Turquia liberte o diretor da ONG no país e ativistas da organização presos nesta quinta-feira em Istambul.

    Durante a coletiva de imprensa realizada por ocasião do encerramento da cúpula do G20 em Hamburgo, um dos jornalistas lembrou ao Erdogan que a Anistia Internacional defendeu ele, quando este foi preso por quatro meses em 1997. O jornalista pediu a libertação dos ativistas presos.

    "Eu fui preso por ler um poema. E eles não foram presos, foram detidos. Segundo os dados da inteligência, eles se reuniram em um hotel na ilha Buyukada, para discutir a continuidade do golpe de Estado. Por isso a polícia deteve eles. Agora o caso será avaliado pela justiça. Eu não sei o que a investigação vai determinar", afirmou o presidente turco.

    Mais:

    OAB quer ação da Anistia Internacional em defesa dos índios
    Anistia Internacional denuncia violações do direito humanitário internacional em Mossul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar