14:52 14 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Tumulto na Assembleia Nacional da Venezuela

    Mercosul condena agressões no parlamento da Venezuela

    © AFP 2019 / Juan Barreto
    Mundo
    URL curta
    101
    Nos siga no

    Os países membros do Mercosul repudiaram o ataque sofrido por legisladores e funcionários na sede da Assembleia Nacional da Venezuela por grupos supostamente ligados ao partido no poder.

    O Mercosul expressou "sua rejeição categórica à violência que ocorreu no dia da independência da Venezuela celebrada na Assembleia Nacional".

    Sete pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira enquanto eram celebrados os 206 anos de independência da Venezuela nas instalações da Assembleia.

    Em um comunicado, Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai observaram que os ataques foram precedidos por "uma intervenção de altos funcionários do Poder Executivo, sem o acordo prévio das autoridades legislativas".

    De acordo com o comunicado, o que aconteceu foi "uma subjugação do Executivo sobre outro poder do Estado, inadmissível no marco das instituições democráticas", disseram eles.

    O Mercosul pediu que o governo de Nicolás Maduro interrompesse "imediatamente todos os discursos e ações que estimulem mais a polarização" e que respeite os direitos humanos, o Estado de direito e a separação de poderes.

    Mais:

    Multidão atacou o Congresso da Venezuela
    Número de vítimas mortais durante manifestações na Venezuela sobe para 91
    Papa Francisco pede fim da violência na Venezuela e 'solução democrática' para crise
    Homem que roubou helicóptero militar na Venezuela está ligado à CIA?
    Tags:
    independência, agressão, conflito, violência, Mercosul, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar