01:38 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2418
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, expressou seu descontentamento com o aumento do volume de trocas comerciais entre a China e a Coreia do Norte no contexto de tensão na península Coreana.

    "O comércio entre a China e a Coreia do Norte cresceu quase 40% no primeiro trimestre. Eis como a China coopera conosco, mas tínhamos que tentar!", escreveu o presidente norte-americano no seu Twitter na véspera do encontro com o líder chinês Xi Jinping à margem da cúpula G20 em Hamburgo.

    Anteriormente, o jornal New York Times informou, citando um alto funcionário da administração de Trump, que o presidente dos EUA, em conversa telefônica com o presidente da China, avisou que Washington está pronto para pressionar a Coreia do Norte sem ajuda.

    Pyongyang testou na terça-feira (4) o "míssil balístico intercontinental" Hwasong-14, que caiu no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste), a 300 quilômetros do Japão. A Coreia do Norte afirmou que o lançamento, realizado no noroeste do país, perto das fronteiras com a China, foi bem-sucedido.

    De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, o míssil norte-coreano voou cerca 510 km e atingiu 535 km de altitude, caindo na parte central do mar do Japão.

    Mais:

    Calor e muito ácido: Terra pode virar Vênus graças a Trump, diz Hawking
    'Esse cara não tem nada melhor para fazer na vida?', diz Trump sobre Coreia do Norte
    Tags:
    crítica, comércio bilateral, Cúpula do G20, Xi Jinping, Donald Trump, Coreia do Norte, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar