00:30 10 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1361
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores russo espera que o encontro entre os líderes dos EUA e a Rússia esclareça as relações entre os dois países. O especialista político Anatoly Petrenko falou para o serviço russo da Rádio Sputnik que o encontro contribuirá para confiança entre os dois presidentes.

    Moscou espera que a reunião entre Donald Trump e Vladimir Putin, na cúpula do G20, esclareça o futuro das relações entre a Rússia e os EUA, afirmou o chefe da diplomacia russa, Sergei lavrov.

    O Presidente da Federação da Rússia Vladimir Putin e seu homólogo dos EUA Donald Trump
    © AFP 2020 / Odd Andersen, Jim Watson
    "Hoje em dia, as relações entre a Rússia e os EUA ganham especial atenção, pois a resolução de muitos problemas internacionais depende delas, desde garantias de estabilidade estratégica até regularização de conflitos regionais. Percebemos uma preocupação com que a maioria dos países vem observando o estado anormal destas relações, causado pelos conflitos políticos internos dos EUA. Esperamos que o encontro dos líderes em Hamburgo, que já foi anunciado, torne mais claras as perspectivas da cooperação russo-americana", disse.

    O professor da Academia de Gestão Social, Anatoly Petrenko, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, não acredita que o primeiro encontro vá esclarecer completamente todas as relações entre Washington e Moscou, mas ajudará a resolver questões básicas.

    "Acho que o encontro, em primeiro lugar, ajudará a estabelecer confiança mútua entre os presidentes, o que é muito importante para as relações interestatais. Ambos os presidentes são pragmáticos, mas em certas questões temos os mesmos interesses. Por isso, o encontro entre Trump e Putin poderá ser crucial para o futuro desenvolvimento das relações entre nossos países", afirmou Anatoly Petrenko.

    Mais:

    Poderá realmente haver um conflito armado entre EUA e Rússia?
    Moscou: afirmações dos EUA sobre ataque químico na Síria são direcionadas contra Rússia
    Tags:
    encontro bilateral, G20, Sergei Lavrov, Vladimir Putin, Donald Trump, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar