22:31 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    A cúpula da OTAN em Varsóvia

    Aeronaves da OTAN serão capazes de agir em áreas de 'acesso limitado'

    © Sputnik/ Aleksei Vitvitsky
    Mundo
    URL curta
    18412

    Países da OTAN vão reforçar a sua defesa antiaérea e terão aviões capazes de atuar em áreas de "acesso limitado". A informação foi divulgada nesta quinta-feira (29) pelo secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg.

    "Vamos fortalecer nossos sistemas de defesa aérea e teremos um grande número de aviões capazes de operar em áreas altamente protegidas, incluindo as áreas de acesso limitado", disse Stoltenberg em coletiva de imprensa que se seguiu à reunião de ministros de Defesa da OTAN.

    Stoltenberg também informou que a Aliança traçou novas metas destinadas a reforçar o potencial de combate da Aliança.

    "Os países aliados traçaram hoje novas metas para fortalecer o potencial de combate em áreas-chave, tais como equipamento pesado, reabastecimento no ar e incremento das forças de rápida mobilização", disse o chefe da OTAN.

    Além disso, Stoltenberg revelou aos jornalistas que as despesas militares dos países membros da organização deverão aumentar pelo terceiro ano consecutivo e, segundo estimativas preliminares, o crescimento das despesas será de 4,3%.

    Mais:

    Gastos militares dos membros da OTAN em 2017 chegarão aos US$ 946 bilhões
    'Bombas da OTAN são uma das primeiras recordações da minha vida'
    Especialista russo: 'OTAN se parece com um câncer que afeta cada vez mais países'
    Tags:
    aviões, defesa aérea, Defesa, OTAN, Jens Stoltenberg
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik