11:49 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Veículo militar da Polícia Federal iraquiana em Mossul, 24 de março de 2017

    Primeiro-ministro do Iraque declara fim do 'falso estado' do Daesh em Mossul

    © REUTERS/ Khalid al Mousily
    Mundo
    URL curta
    0 10

    Bandeira do Iraque foi levantada sobre as ruínas da mesquita histórica após três anos do controle do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico).

    O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, declarou nesta quinta-feira (29) que o "estado de falsidade" do Daesh (Estado Islâmico) chegou ao fim, após as tropas iraquianas terem capturado a mesquita histórica de Mossul, na qual os insurgentes declararam seu autodenominado califado há três anos.

    "O retorno da mesquita de Al-Nuri e do minarete de al-Hadba para o controle do país marca o fim do estado de falsidade do Daesh", disse Abadi em um comunicado.

    Ele afirmou que as forças iraquianas continuarão a caçar os combatentes do Daesh "para matá-los e detê-los até o último deles".

    Anteriormente foi informado que as forças governamentais do Iraque retomaram o controle sobre as ruínas da mesquita histórica de Al-Nuri, onde o líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, havia proclamado há 3 anos a criação do califado.

    Mais:

    Mídia: Mossul acaba de ser completamente libertada de terroristas
    Pelo menos 12 morreram e 20 ficaram feridos durante explosão em Mossul, no Iraque
    Daesh destroi mesquita histórica onde declarou o 'califado' em Mossul (VÍDEO)
    Polícia Federal realiza ofensiva em Mossul contra posições do Daesh (VÍDEO)
    Exército iraquiano lança ofensiva contra último baluarte do Daesh em Mossul
    Tags:
    terrorista, califado, Daesh, Estado Islâmico, Haider al-Abadi, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik