10:15 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan durante discurso

    Erdogan manifesta irritação com plano dos EUA de armar curdos

    © AFP 2019 / ADEM ALTAN / AFP
    Mundo
    URL curta
    11161

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, reagiu às promessas dos EUA de armar as Unidades de Proteção Popular curdas (YPG), uma organização que Washington considera um aliado contra o Daesh (Estado Islâmico) na Síria.

    Ancara diz não confiar nas garantias norte-americanas de que após o a libertação da cidade de Raqqa, as armas seriam devolvidas.

    A Turquia classifica as Unidades de Proteção Popular como uma extensão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização proibida no país. 

    Erdogan disse que os países que se comprometeram a devolver as armas fornecidas aos combatentes curdos YPG no norte da Síria iriam perceber seu erro.

    "Aqueles que pensam que estão enganando a Turquia, indicando que eles vão devolver as armas transferidas a organizações terroristas, eventualmente vão perceber que cometeram um erro, mas será tarde demais para eles", disse Erdogan, citado pela agência Reuters.

    "Vamos vingar cada gota de sangue que for derramada", disse o líder turco em um discurso durante o festival islâmico de Eid al-Fitr, o fim do Ramadan.

    Mais:

    Turquia: EUA pegarão de volta armas fornecidas aos curdos após derrota do Daesh
    'Ao apoiarem os curdos, EUA visam realizar o plano de criar um segundo Israel'
    Fonte: EUA e curdos realizam operação contra Daesh em Raqqa
    Tags:
    terrorismo, arma, curdos, armamento, YPG, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar