02:51 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Admiral Tributs, navio antissubmarino grande da Frota do Pacífico russa, atravessa o estreito Bósforo Oriental em Vladivostok, em janeiro de 2017

    Iate russo interceptado regressa da Coreia do Norte

    © Sputnik/ Vitaly Ankov
    Mundo
    URL curta
    16130

    O iate russo Katalexa, que navegava de Taiwan para o porto russo de Vladivostok, foi parado e apresado nas águas da Coreia do Norte, após os marinheiros norte-coreanos afirmarem que o iate estava agindo de forma suspeita, informa o jornal Asia Times.

    O incidente ocorreu em 16 de junho a cerca de 60 milhas da costa norte-coreana. O Katalexa foi detido por um navio de patrulha norte-coreano sem poder chegar a Vladivostok. A tripulação a bordo negou ter cometido quaisquer irregularidades, mas mesmo assim foi apresado pela Coreia do Norte.

    Três dias depois, representantes da Rússia contataram os seus colegas de Pyongyang para resolver a situação e controlar o regresso do Katalexa à Rússia. Nomeadamente, o embaixador da Rússia na Coreia do Norte, Aleksandr Matsegora, interferiu no assunto para assegurar que a embarcação e sua tripulação regressassem seguros a casa.

    Enquanto os diplomatas russos estavam prontos a cooperar, "os funcionários norte-coreanos também agiram de modo correto, sem tentar apresentar acusações ou exercer pressão física", disse Konstantin Asmolov, analista do Centro de Pesquisas Coreanas do Instituto para Estudos do Extremo Oriente.

    "É que eles simplesmente não entenderam por que tinham sido detidos", disse o chefe do clube de iates de Vladivostok Alyie Parusa, para onde navegava o iate, Artem Moiseenkov. "A patrulha de fronteira pediu desculpas pela detenção… pelo que eu sei, a tripulação não tem queixas."

    Mais:

    Iate russo detido na Coreia do Norte é libertado
    Tags:
    fronteira, detenção, iate, Aleksandr Matsegora, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik