18:36 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Caça F-35 da Força Aérea da Austrália

    Austrália recomeçará seus ataques aéreos na Síria após aviso da Rússia

    © AFP 2017/ Jeremy R. Dixon
    Mundo
    URL curta
    577050631

    Dois dias depois de ter suspendido sua participação nos ataques aéreos na Síria, a Austrália voltou atrás de sua decisão em resposta ao aviso da Rússia de considerar aviões da coalizão internacional como alvos aéreos, disse o Ministério da Defesa australiano na quinta-feira (22).

    A Rússia suspendeu cooperação com a coalizão internacional, liderada pelos EUA, depois de um caça norte-americano ter derrubado um avião sírio Su-22 perto da cidade de Tabqa, no domingo passado (18). Em resposta, o Ministério da Defesa da Rússia afirmou que iria acompanhar todos os aviões da coalizão detectados a oeste do rio Eufrates, fazendo a Austrália parte desta coalizão.

    De acordo com o porta-voz do Ministério da Defesa australiano, a suspensão das operações teria se tratado de "uma medida de precaução para que a coalizão pudesse avaliar o risco operacional", informa o jornal The Australian."A suspensão já foi cancelada", acrescentou ele.

    A coalizão internacional de mais de 60 países do golfo Pérsico e de países ocidentais tem bombardeado as posições dos islamistas na Síria desde 2014 sem permissão do governo sírio. A Rússia começou seus próprios ataques aéreos contra os radicais em 2015 após o pedido oficial de Damasco.

    Mais:

    Washington busca resposta às ações da Rússia na Síria
    Síria está se preparando para dar resposta à derrubada de seu avião
    Tags:
    ataques aéreos, coalizão internacional, Daesh, Síria, Austrália, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik