10:29 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA Donald Trump durante discurso na sessão do Congresso dos EUA

    Para senador russo, Moscou ficou refém da 'bagunça' política interna nos EUA

    © AFP 2018 / JIM LO SCALZO / EPA POOL
    Mundo
    URL curta
    352

    A Rússia se tornou refém da bagunça política interna nos EUA, sendo que a administração de Donald Trump foi cercada com “bandeirinhas vermelhas” e não lhe é permitido avançar na direção da Rússia, afirmou nesta quarta-feira (14) o presidente do Comitê Internacional do Conselho da Federação (Senado) russo, Konstantin Kosachev.

    Mais cedo, ao discursar no Congresso, o chefe do Departamento de Estado dos EUA, Rex Tillerson, destacou que os aliados e parceiros americanos pedem aos EUA que melhorem suas relações com Moscou. Ao mesmo tempo, ele acusou novamente a Rússia de "intervenção" nas eleições na Holanda e na França.

    "Continuamos ouvindo declarações contraditórias de Washington. Tillerson teve que se pronunciar na comissão da Câmara dos Representantes do Congresso americano e, por um lado, ele era obrigado a falar sobre aquilo que 'música para os ouvidos' dos congressistas, ou seja, sobre a intervenção russa nas eleições, mas, por outro lado, constatou objetivamente o que se passa no mundo", adiantou o senador.

    Ele sublinhou que na Rússia conhecem as opiniões existentes na comunidade internacional, que o mundo está cansado da linha continuada de várias administrações americanas a fim de agudizar as relações com a Rússia.

    "Tem havido algumas esperanças em relação à administração de Donald Trump, por enquanto elas não se estão concretizando, a chance ainda não desapareceu definitivamente, mas já se está perdendo, tanto no espaço como no tempo", afirmou Kosachev.

    De acordo com ele, a administração de Trump foi "cercada com ‘bandeirinhas vermelhas' pelos seus oponentes, o que tornou impossível para ele avançar na direção da Rússia".

    Na opinião de Kosachev, os opositores de Trump usam a Rússia como um pretexto para lhe criar dificuldades com o fim de criar pretextos jurídicos para um possível processo de impeachment.

    "A Rússia ficou refém desta bagunça política interna nos EUA", resumiu.

    Mais:

    Tillerson: relações entre EUA e Rússia devem piorar ainda mais
    Rússia e China desafiam o domínio militar dos EUA, diz secretário Mattis
    O que Putin quis dizer com 'ninguém sobreviveria a uma guerra entre Rússia e EUA'?
    Tags:
    relações bilaterais, Comitê Internacional do Conselho da Federação, Congresso dos EUA, Rex Tillerson, Donald Trump, Konstantin Kosachev, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik