09:47 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    146462
    Nos siga no

    A Rússia irá exigir uma sessão extraordinária no Conselho de Segurança da ONU após o ataque da coalizão liderada pelos EUA contra forças pró-governamentais da Síria. A informação é do vice-presidente do Comitê para Defesa e Segurança do Conselho da Federação, Frants Klintsevich.

    De acordo com ele, este ataque representa o início de um conflito aberto na Síria. 

    O USS Destroyer (DDG 78), comandante de mísseis guiados da Marinha dos EUA, conduz operações de ataque enquanto no Mar Mediterrâneo, que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos disse que era parte do ataque com mísseis de cruzeiro contra a Síria
    © REUTERS / Ford Williams/Courtesy U.S. Navy
    "O ataque realizado pela coalizão liderada pelos EUA é um entrada direta para o conflito aberto na Síria. Isto é um ato de agressão, a Rússia pedirá com urgência uma sessão extraordinária na ONU", afirmou o senador. 

    A Coalizão internacional liderada pelos EUA realizou nesta terça-feira (6) um novo ataque conta forças pró-governamentais sírias.

    Em comunicado oficial, a coalizão informou que eliminou forças adicionais que apoiam o regime sírio na região da estabelecida zona de segurança do conflito no sul do país. De acordo com o Pentágono, mais de 60 militares sírios entraram na zona de segurança ameaçando a coalizão. 

    Mais:

    Coalizão liderada pelos EUA confirma o início da ofensiva em Raqqa, na Síria
    Coalizão liderada pelos EUA mata mais de 30 civis com bombardeio na Síria
    Síria apresenta queixa na ONU contra morte de civis por coalizão dos EUA
    ONU: mais de 100 civis morreram na Síria em ataques da coalizão durantes últimas semanas
    Tags:
    conflito, ataque aéreo, coalizão internacional, Conselho de Segurança da ONU, Frants Klintsevich, EUA, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar