15:34 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA Donald Trump durante discurso na sessão do Congresso dos EUA, 28 de fevereiro de 2017

    Trump não exclui intensificar sanções contra a Rússia

    © REUTERS / Jim Lo Scalzo/Pool
    Mundo
    URL curta
    17111
    Nos siga no

    A Casa Branca informou nesta sexta-feira (26) que o presidente dos EUA, Donald Trump, pretende manter as sanções contra a Rússia e não exclui intensificar as medidas restritivas contra Moscou.

    "Nós não estamos suavizando as sanções contra a Rússia. Se necessário, podemos intensificar [as sanções] contra a Rússia", disse o porta-voz da Casa Branca aos jornalistas. 

    Segundo ele, Trump pretende manter as sanções contra Moscou. "O presidente deixou claro como a Rússia pode conseguir a suspensão das sanções", acrescentou. 

    No final de abril, embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley, havia informado que Donald Trump estaria discutindo com a administração a introdução de novas sanções contra a Rússia e o Irã por apoiarem a Síria.

    O motivo principal para a manutenção das sanções contra Moscou continua sendo a reintegração da Crimeia à Federação Russa. Em 14 de fevereiro, o porta-voz da Casa Branca disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, esperava que a Rússia "devolvesse a Crimeia" para a Ucrânia. Durante sua campanha eleitoral, entretanto, Trump afirmou que "consideraria" reconhecer a Crimeia como parte da Rússia de acordo com o referendo na península, acrescentando que a população da Crimeia quer viver na Rússia.

    Ao comentar a declaração da Casa Branca, a representante especial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, disse que a Rússia não pretende devolver a Crimeia à Ucrânia, pois a península faz parte do território russo. O Kremlin declarou que a Rússia não discute questões relacionadas ao seu território com parceiros estrangeiros.

    Mais:

    Trump pondera introduzir sanções contra Rússia por apoiar Síria
    Senadores dos EUA tentam frear poderes de Trump para levantar sanções antirrussas
    Washington desmente que Trump prometeu à Ucrânia manter sanções contra Rússia
    Tags:
    sanções, Casa Branca, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar