18:56 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Comitê Militar da OTAN, o general tcheco Petr Pavel, durante um encontro da organização em Bruxelas (arquivo)

    OTAN desconhece informação que Trump compartilhou com Lavrov

    © AP Photo / Virginia Mayo
    Mundo
    URL curta
    120
    Nos siga no

    O Comitê Militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) disse não saber qual é a natureza da informação que o presidente dos Estados Unidos passou ao ministro russo das Relações Exteriores no último dia 10, a qual seria confidencial, de acordo com a mídia norte-americana.

    Perguntado nesta quarta-feira sobre o assunto, que causou grande desconforto para boa parte dos aliados dos EUA, o presidente do Comitê Militar da OTAN, general Petr Pavel, se recusou a especular sobre o tema. 

    "Sinto muito, mas não posso comentar sobre isso, porque eu não conheço a natureza da informação compartilhada e seria injusto especular", afirmou Pavel em conversa com jornalistas. 

    Na última segunda-feira, o Washington Post publicou uma notícia, citando fontes anônimas, dizendo que Trump transmitiu dados secretos de inteligência para o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, e para o embaixador russo nos EUA, Sergei Kislyak, durante um encontro na Casa Branca. Embora autoridades tenham garantido que nenhuma informação confidencial teria sido passada, o próprio presidente admitiu o compartilhamento de "fatos relacionados ao terrorismo e à segurança aérea", mas sem entrar em detalhes. 

    De acordo com o New York Times, a polêmica informação em questão foi dada a Donald Trump por um agente israelense e, provavelmente, dizia respeito a planos do grupo terrorista Daesh de realizar atentados durante voos internacionais, escondendo bombas em dispositivos como laptops. Segundo funcionários do governo americano ouvidos pela imprensa local, a vida desse agente, que estaria infiltrado na organização extremista, pode estar em risco agora por conta desse vazamento. 

    Nesta quarta-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que, se houver interesse de Washington, o seu país está pronto para entregar ao Congresso dos Estados Unidos uma gravação da conversa realizada entre o ministro Lavrov e Donald Trump no dia 10 de maio. 

    Mais:

    Congressista dos EUA pede impeachment de Trump em discurso na Câmara
    Trump divulgou informação secreta que põe em risco vida do agente israelense
    Trump diz que tem direito a trocar informações com a Rússia
    Casa Branca: Relatos de que Trump revelou informações secretas a Lavrov são falsos
    Mídia: Trump revelou informações secretas à Rússia em reunião na Casa Branca
    Tags:
    Daesh, Washington Post, The New York Times, Casa Branca, OTAN, Sergei Kislyak, Sergei Lavrov, Vladimir Putin, Donald Trump, Petr Pavel, Moscou, Washington, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar