16:34 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Exercícios de uma unidade para operações especiais da República da Chechênia perto do  Polo Norte

    Almirante norte-americano: Rússia fez xeque-mate aos EUA no Ártico

    © Sputnik / Valeriy Melnikov
    Mundo
    URL curta
    52616

    Os Estados Unidos correm o risco de perder influência no Ártico, enquanto a Rússia está aumentando rapidamente a sua presença militar e industrial na região, declarou o almirante Paul Zukunft, comandante da Guarda Costeira dos Estados Unidos.

    O almirante chamou a atenção ao fato de que Washington carece de capacidades técnicas para desbravar as áreas setentrionais. Se a Rússia dispõe de 40 quebra-gelos, os EUA têm apenas dois, sendo só um capaz de navegar nas águas do Ártico.

    A infraestrutura militar da base russa consiste em instalações especiais e residenciais, postos de comando, armazéns para equipamento técnico e bloco autônomo de energia
    © Sputnik / Ministry of defence of the Russian Federation
    De acordo com Zukunft, os países interessados no Ártico terão que alcançar o nível da Rússia. Ele sublinhou que a atividade de Moscou não está ligada à "luta contra adversários geopolíticos". A Rússia aumenta a presença nesta região se guiando por interesses econômicos, pois o Ártico é uma região-chave para economia do país, afirmou o almirante.

    Ele também destacou que degelo do Ártico abre grande espaço para a atividade econômica, em primeiro lugar relativamente à exploração de recursos.

    "Hoje em dia eles têm todas as peças, nós — apenas um peão e uma torre. Se olharmos para a partida de xadrez do Ártico, perceberemos que eles nos fizeram xeque-mate logo no início do jogo", resumiu Zukunft, citado pela Foreign Policy.

    Anteriormente Zukunft havia declarado que os EUA estão atrasados em relação à Rússia quanto ao nível de preparação para explorar o Ártico e exigiu que autoridades americanas renovassem imediatamente o programa da construção de quebra-gelos pesados.

    Mais:

    EUA estão preocupados com a presença militar da Rússia no Ártico
    Rússia vai desenvolver navio para limpar Ártico do lixo radiativo
    Regulação efetiva: Ártico não é campo de batalha
    Tags:
    recursos naturais, exploração, Rússia, EUA, Ártico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik