11:09 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados norte-coreanos (arquivo)

    Se uma guerra com Pyongyang começar, que dificuldades enfrentará Washington?

    © Sputnik/ Ilia Pytalev
    Mundo
    URL curta
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)
    50404

    Caso comecem os combates entre os EUA e Coreia do Norte, Washington enfrentará uma série de grandes dificuldades, escreve o analista da edição Foreign Policy Thomas Ricks.

    A possibilidade de um confronto militar entre Coreia do Norte e EUA esteve sendo considerada pelos militares americanos durante vários anos, o que gerou vários planos operacionais. Por exemplo, o plano 5027 pressupunha o desdobramento no teatro de operações de centenas de milhar de soldados, cerca de metade da marinha norte-americana e mais de mil aviões em 90 dias, escreve o autor.

    No entanto, se estes planos se tornassem realidade, os militares americanos enfrentariam problemas sérios, destaca Thomas Ricks. Primeiro, um ataque preventivo não garante a eliminação dos mísseis e ogivas em abrigos e tuneis nas áreas montanhosas. Contudo, os ataques aéreos, a guerra eletrônica e outras medidas podem reduzir seriamente a capacidade de Pyongyang para lançar os mísseis.

    Para além disso, permanece aberta a questão sobre o que fazer com a artilharia norte-coreana instalada perto da zona desmilitarizada. Apesar de a possibilidade de os norte-coreanos puderem responder da forma que prometeram, atacando Seul, as perspectivas para capital sul-coreana parecem pouco agradáveis.

    Depois, em caso de avanço para norte, os EUA enfrentarão a necessidade de sustentar os territórios ocupados. Mesmo que seja possível convencer a ONU a enviar um contingente de paz para o local, os problemas de logística permanecerão na competência dos EUA, pois poucos têm capacidade para fazer aquilo que pode Washington.

    Finalmente, é muito provável que muitos norte-coreanos não estejam felizes com derrota de Kim Jong-un. Por exemplo, se a parte nordestina se recusar a parar as hostilidades, o contingente de paz não será suficiente. E os EUA sabem muito bem em que pode resultar uma guerra prolongada na região asiática, conclui Ricks.

    Tema:
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)

    Mais:

    China exigiu aos EUA que parem instalação do sistema THAAD na Coreia do Sul
    Coreia do Norte está 'no estágio final' do seu programa nuclear, diz Seul
    Nada indica que EUA vão atacar a Coreia do Norte, diz senador McCain
    Tags:
    ataque preventivo, guerra, Coreia do Sul, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik