16:44 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Manifestantes da oposição em confronto com a polícia durante a chamada mãe de todas as marchas contra o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, em Caracas

    Protestos na Venezuela somam mais de 1,5 mil detidos

    © REUTERS/ Marco Bello
    Mundo
    URL curta
    2052260

    O número total de detidos desde o início dos protestos em massa na Venezuela é de quase 1,6 mil pessoas. A informação foi divulgada pelo chefe da organização não-governamental "Fórum Penal Venezuelano", Alfredo Romero.

    Segundo ele, ao todo foram detidos 1.584 manifestantes, sendo que 715 deles permanecem sob custódia, de acordo com o porta Nacional.

    Anteriormente, haviam sido relatados quase 1.300 detidos durante os protestos em massa.

    Desde 4 de abril, quando começaram os grandes protestos no país, o número de presos políticos na Venezuela aumento em 56 pessoas. Atualmente, existe um total 173 presos por conta das manifestações, chegando ao número mais alto desde o início dos registros dos grandes protestos. 

    De acordo com os últimos dados, tanto durante as manifestações contra o governo de Maduro, quanto nas manifestações a seu favor, desde 4 de abril, morreram 29 pessoas. Os protestos começaram após a decisão do Supremo Tribunal Federal limitar limitar severamente o poder da oposição na Assembleia Nacional.

    A decisão foi derrubada, mas simpatizantes da oposição foram às ruas exigindo a renúncia dos membros do tribunal e a realização de eleições antecipadas.

    Mais:

    Parlamento Europeu aprova resolução que condena situação na Venezuela
    A Macri, Trump chama Venezuela de 'desastre'
    Assad culpa EUA por conflitos na Síria e na Venezuela
    Tags:
    detidos, presos políticos, manifestações, oposição, governo, Nicolas Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik