16:24 21 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Fotos do presidente dos EUA, Donald Trump, e do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

    Congressista americana: 'Putin e Trump são amigos do peito'

    © AP Photo/ Dmitri Lovetsky
    Mundo
    URL curta
    10237578

    Maxine Waters, membro da Câmara dos Representantes dos EUA pelo Partido Democrata, considera que, por trás dos ataques de mísseis de cruzeiro americanos contra a base aérea síria, está o fato de Trump tentar desviar a atenção pública do levantamento das sanções antirrussas.

    Foi isso que a congressista disse durante um comício em Washington, comunica o jornal The Huffington Post.

    De acordo com Waters, o agravamento de tensões entre Moscou e Washington em torno da Síria é um "espetáculo". Na opinião dela, Trump e o presidente russo Vladimir Putin são "amigos do peito", e o objetivo final de alimentar esta "tensão fabricada" é o levantamento das sanções aplicadas à Rússia, que proíbem a importações de equipamentos para extração profunda de petróleo no Ártico.

    Anteriormente, a representante democrata já fizera declarações polêmicas. Por exemplo, ela afirmou que Donald Trump está pronto para "se lançar nos braços do presidente russo enquanto continua atacando a Coreia".

    Depois disso, os troteiros russos Vovan e Lexus passaram um trote telefônico à congressista. Se apresentando como sendo o primeiro-ministro ucraniano Vladimir Groisman, eles comunicaram à congressista sobre a "ingerência" russa nos assuntos internos de um país inexistente, o Limpopo. A política levou a troça muito a sério e prometeu lidar com a situação.

    Mais:

    Líder trabalhista britânico exorta cooperação entre Putin e Trump para conflito sírio
    Trump disse que poderá discutir com Putin o ataque químico na Síria
    Moscou anuncia data de reunião entre Putin e Trump
    Tags:
    tensão política, Congresso dos EUA, Partido Democrata, Vladimir Putin, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik