03:23 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8111
    Nos siga no

    Cerca de 5 mil militantes da União Europeia estão lutando na Síria. Segundo o vice-ministro da Síria dos Expatriados e das Relações Exteriores, Ayman Susan, se eles regressarem, haverá um desastre na Europa.

    "Temos estatísticas de que cerca de cinco mil terroristas que lutam na Síria vêm dos países da União Europeia", disse Susan em entrevista à Sputnik.

    "Imaginem que estes cinco mil terroristas voltem para a Europa, eles podem fazê-lo… Isto será um desastre para a segurança e estabilidade dos países europeus e da sua população", sublinhou o diplomata.

    Ele também observou que apenas um punhado de terroristas conseguiram semear o caos e medo em Bruxelas e Paris.

    A Europa está enfrentando a mais grave crise de migração desde a Segunda Guerra Mundial, causada, em primeiro lugar, por uma série de conflitos armados e problemas econômicos no Oriente Médio e Norte da África. De acordo com a agência Frontex, desde 2015, 1,8 milhões de imigrantes chegaram à União Europeia. 

    Mais:

    Opinião: 'Ação militar dos EUA na Síria pode desestabilizar ainda mais o Oriente Médio'
    Especialistas militares propõem unificação da ação dos exércitos da Síria e Iraque
    Wikileaks: Conselheiro de Hillary disse que Al-Qaeda estava 'ao lado dos EUA' na Síria
    Tags:
    militantes, rebeldes, imigração, crise, União Europeia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar