17:05 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Senado dos EUA

    Senador pede sanções, inconformado com o veto da Rússia à resolução dos EUA sobre Síria

    © AP Photo/ Chairman of the Joint Chiefs
    Mundo
    URL curta
    141102116

    O Congresso dos Estados Unidos precisa aprovar novas sanções contra a Rússia, após o veto de Moscou ao projeto de resolução de Washington contra o uso de armas químicas pela Síria, votado no Conselho de Segurança da ONU, disse o senador republicano Lindsey Graham nesta quarta-feira.

    Além disso, o parlamentar não esqueceu de mencionar a suposta interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016, que também, segundo ele, deveria ser retaliada.

    "Chegou o momento do Congresso adotar sanções contra o regime de Putin por interferir em nossas eleições, além de ajudar e incentivar o uso de armas químicas por Assad", disse Graham na quarta-feira. "Os Estados Unidos não podem permitir que Putin realize nenhum desses ataques ultrajantes".

    Graham observou que não se surpreendeu quando a Rússia "protegeu Assad" ao vetar o projeto de resolução de Washington.

    "Esperar que um criminoso de guerra faça outra coisa senão proteger um outro não é realista", acrescentou Graham.

    O presidente russo Vladimir Putin negou as alegações de que seu país influenciou as eleições de 2016 nos Estados Unidos e exigiu uma rigorosa investigação do ataque químico na Síria.

    Mais:

    Rússia vetará 'projetos destrutivos sobre a Síria' na ONU
    Rússia exige uma visita imediata de peritos aos locais de ataques na Síria
    Tags:
    sanções, resolução, veto, Senado dos EUA, Conselho de Segurança da ONU, Lindsey Graham, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik