22:29 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2722
    Nos siga no

    O secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, confirmou nesta terça-feira que a filha do presidente Donald Trump, Ivanka, teve influência na decisão do seu pai sobre o ataque a uma base aérea síria na última semana.

    "Não há dúvida de que [a opinião de] Ivanka e outros pesaram sobre ele", afirmou Spicer em coletiva de imprensa. 

    Mais cedo, outro filho do chefe de Estado, Eric Trump, já tinha indicado a participação da sua irmã no plano de atacar a Síria. No entanto, o porta-voz do governo norte-americano não especificou o grau de influência de Ivanka sobre a decisão do presidente. Segundo Spicer, ela ficou muito comovida com a imagem das crianças atingidas por um ataque químico em Idlib e foi discutir esse assunto com o pai.

    Trump e grande parte do Ocidente acusam o regime de Bashar Assad de estar por trás desse ataque químico em Idlib, razão pela qual os EUA teriam lançado mísseis contra a base aérea de Shayrat na última sexta-feira. Damasco, no entanto, rejeita a culpa, afirmando nunca ter usado esse tipo de arma. 

    Mais:

    'EUA não conseguiram apresentar qualquer prova da existência de armas químicas em Shayrat'
    Síria reinicia voos a partir da base aérea de Shayrat
    Tags:
    EUA, Síria, Idlib, Shayrat, Bashar Assad, Donald Trump, Ivanka Trump, Eric Trump, Sean Spicer, ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar