20:49 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Margarita Simonyan, editora-chefe da Sputnik e do canal RT

    Editora-chefe da Sputnik ironiza tentativa da mídia ocidental de combater 'fake news'

    © Sputnik /
    Mundo
    URL curta
    16231
    Nos siga no

    A editora-chefe da Sputnik e do RT, Margarita Simonyan, comentou ironicamente o apoio que prestou ao Google uma séria de mídias ocidentais no combate a notícias falsas.

    "Essas pessoas [CNN, BBC, The Guardian] não são capazes de diferenciar suas próprias mães de notícias falsas, mas vão ajudar o Google a combatê-las", escreveu Simonyan em sua página no Twitter.

    ​Anteriormente, o Google anunciou o lançamento de um novo recurso em seu mecanismo de busca: um sistema que informa aos usuários se a informação é verdadeira ou se os fatos são falsos, inventados ou contraditórios.

    Segundo a informação publicada no site oficial do canal de televisão russo, RT, a verificação é realizada por empresas especiais, mas nesse projeto pode participar qualquer edição que autoriza esse algoritmo como fonte de informação prioritária. Mais de 115 organizações já aderiram à proposta. Veículos de mídia como CBC, CNN, The Guardian, The New York Times e Associated Press, mais de uma vez foram acusados de gerar notícias falsas.

    Mais:

    Caçando 'fakenews': Google lança sistema que comprova veracidade de notícias
    Canal de televisão russo RT se torna mais uma fobia do Ocidente
    FBI verifica sites da Sputnik e RT por 'interferência' nas eleições norte-americanas
    Comitê de Relações Exteriores do Parlamento britânico ataca Sputnik e RT
    Tags:
    verdade, informação, verificação, notícias falsas, Google, The Guardian, BBC, CNN, RT, Margarita Simonyan, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar