10:43 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Park Geun-hye durante um discurso na Casa Azul, residência oficial de presidentes da Coreia do Sul

    Justiça da Coreia do Sul determina prisão da ex-presidente Park Geun-hye

    © AP Photo / Ed Jones
    Mundo
    URL curta
    1127
    Nos siga no

    O tribunal sul-coreano aprovou um mandado de prisão para a ex-presidente, Park Geun-hye, por envolvimento em esquemas de corrupção.

    No início do dia, Park apareceu perante o tribunal e se recusou a dar qualquer comentário aos repórteres que estavam presentes.

    O escândalo de corrupção envolvendo Park e sua amiga e associada próximo, Choi Soon-sil, entrou em erupção em outubro de 2016, levando ao impeachment de Park em dezembro. Choi estava supostamente se intrometendo em assuntos de Estado sem ter qualquer posto oficial, ajudando a extorquir dinheiro de grandes corporações

    O escândalo na Coreia do Sul se iniciou em outubro de 2016, quando vários meios de comunicação relataram que as maiores empresas sul-coreanas, incluindo a Samsung, receberam o apoio do governo em troca de doação de grandes somas de dinheiro a Choi Soon-sil. Ela, sem ocupar qualquer cargo público, alegadamente interviu em assuntos da administração presidencial e se beneficiou usando suas amplas relações.

    Atualmente, Choi Soon-sil também se encontra presa. Park Geun-hye foi afastada do governo em 10 de março pelo Tribunal Constitucional, que pela primeira vez na história da Coreia do Sul aprovou o impeachment da presidente no dia 9 de dezembro.

    Tags:
    prisão, corrupção, impeachment, Park Geun-hye, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar