16:56 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, em encontro com o líder russo, Vladimir Putin, no Kremlin de Moscou

    Putin: esforços de Rússia e Irã tornaram o cessar-fogo possível na Síria

    © Sputnik/ Alexey Nikolsky
    Mundo
    URL curta
    31403131

    O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou hoje, em encontro com o líder iraniano, Hassan Rouhani, em Moscou, que o estabelecimento de um regime de trégua na Síria só foi possível graças aos esforços de Rússia e Irã, além da Turquia.

    "Foi possível estabelecer um regime de cessação das hostilidades e estender isso para uma parte significante da Síria graças, em grande parte, aos nossos esforços conjuntos", declarou o chefe de Estado, acrescentando que Moscou e Teerã concordaram sobre a importância da cooperação na luta contra o terrorismo internacional.

    Mais especificamente, de acordo com Putin, os dois países estão coordenando suas ações para eliminar os grupos extremistas Daesh e Frente Fatah al-Sham (Al-Nusra). 

    "A participação de Rússia e Irã, junto com a Turquia, como Estados garantidores nas conversas de Astana entre o governo sírio e a oposição armada contribui para uma promoção maior da resolução política pacífica na Síria, facilita as conversas intrassírias e um processo correspondente sob a égide da ONU", concluiu. 

    Rouhani, por sua vez, destacou a discussão de assuntos regionais com Vladimir Putin, o estabelecimento de relações mais profundas entre russos e iranianos e a preocupação em comum dos dois países em relação não só à Síria, mas também ao Iêmen. 

    "Nós também discutimos a cooperação e a interação que estamos liderando na luta contra o terrorismo. Vamos continuar essa luta até o fim de todas as atividades terroristas na região."

    Mais:

    Irã introduz sanções contra 15 empresas norte-americanas
    EUA acusam Irã de colocar navegação em perigo no estreito de Ormuz
    Tags:
    terrorismo, ONU, Frente Fatah al-Sham, Frente al-Nusra, Daesh, Vladimir Putin, Hassan Rouhani, Iêmen, Moscou, Astana, Síria, Turquia, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik