13:57 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    EUA contra Rússia

    Histeria antirrussa na mídia norte-americana pode provocar uma verdadeira guerra?

    © Sputnik / Alexey Filippov
    Mundo
    URL curta
    883
    Nos siga no

    Analisando a situação na mídia norte-americana, que não para de acusar a Rússia de todos os problemas do mundo e leva pouco a pouco a uma verdadeira guerra mediática, o analista Stephen Cohen prevê que isso pode desencadear uma guerra entre Moscou Washington.

    Para apoiar sua tese, Cohen refere os discursos de Nikki Haley, representante permanente dos EUA junto às Nações Unidas que declarou que os norte-americanos "nunca confiaram na Rússia". 

    Segundo o analista escreveu no editorial para o The Nation, esta declaração destruiu todos os esforços levados a cabo para alcançar acordos russo-estadunidenses no domínio da defesa. Segundo ele, é muito perigoso jogar a carta da histeria antirussa. 

    ​Ao mesmo tempo Cohen considera que a mídia norte-americana não só divulga propostas antirussas dos políticos norte-americanos mas ela própria também escala a situação. 

    Assim, várias edições como o New York Times, o Washington Post, o New Yorker, o Politico e canais de televisão como o MSNBC, CNN e NPR sempre divulgam ou transmitem as discussões sobre o tema  "complô Trump-Putin" sem apresentarem quaisquer provas. 

    Stephen sublinha que estas mídias nunca convidam pessoas que tenham outras visões e opiniões sobre o assunto. 

    Stephen Cohen acrescenta que "a guerra fria entre Rússia e EUA será mais perigosa e dura" se a situação se continuar desenvolvendo segundo a mesma lógica. 

    Os contatos entre a administração do presidente norte-americano Donald Trump e representantes da Rússia, nomeadamente com o embaixador russo em Washington Sergei Kislyak,  provocaram uma série de escândalos nos EUA. 

    O conselheiro de Donald Trump para a Segurança Nacional Michael Flynn se demitiu em fevereiro após a publicação no Washington Post de um artigo que mencionava uma conversa telefônica entre ele e Kislyak. 

    Kremlin por seu lado negou a informação do Washington Post. "A conversa teve lugar" entretanto "quanto ao resto, a informação é falsa", indicou Dmitry Peskov.  

    Mais:

    Será que histeria antirrussa vai diminuir com Trump?
    Grupo naval russo agrava histeria da OTAN
    Tags:
    tensões, escalação, analista, informações, opinião, política, guerra, mídia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar