08:11 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Navios em Turku, Finlândia durante exercícios militares

    Pentágono: ministros da Defesa da Finlândia e dos EUA discutiram a ‘agressão russa’

    © AP Photo/ RONI LEHTI / Lehtikuva via AP, FILE
    Mundo
    URL curta
    1562

    O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, e o ministro da Defesa da Finlândia, Jussi Niinisto, discutiram a alegada agressão russa e os laços de Helsinque com a OTAN durante reunião no Departamento de Defesa, disse o porta-voz do órgão, Jeff Davis, durante um briefng nesta terça-feira.

    "O secretário Mattis se encontrou hoje com o ministro finlandês da Defesa, Jussi Niinisto", disse o prota-voz. "Os dois líderes discutiram a agressão russa, o relacionamento da Finlândia com a OTAN, na qualidade de um parceiro com privilégios ampliados, bem como a cooperação bilateral na área de segurança entre os EUA e a Finlândia".

    Mattis e Niinisto também identificaram maneiras de continuar aprofundando e aumentando a 

    parceria de segurança entre os dois países, acrescentou Davis.

    As relações da OTAN com a Rússia entraram em crise em março de 2014, após a integração da Crimeia à Federação Russa. A Rússia tem afirmado, de forma reiterada, ter intenções pacíficas e alertou para o aumento quantitativo das tropas e de armas em suas fronteiras. Moscou afirma que as novas e ampliadas atividades da OTAN nas proximidades das fronteiras com a Rússia são atos provocadores, que podem desestabilizar a região e o mundo.

    Mais:

    Finlândia cancela transações imobiliárias para evitar invasão da Rússia
    Estônia e Finlândia querem obuseiros de segunda mão sul-coreanos por medo da Rússia
    Finlândia anuncia condição para abolição das sanções antirrussas
    Finlândia reforça cooperação na área de defesa com EUA
    Finlândia espera desenvolver cooperação militar com a 'única superpotência'
    Tags:
    defesa, relações bilaterais, OTAN, Jussi Niinisto, James Mattis, Rússia, Finlândia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik