02:21 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1325
    Nos siga no

    O homem que atacou soldados no aeroporto de Paris Orly neste sábado levou uma lata de gasolina e gritou que estava lá para "morrer por Alá". A informação é do promotor de Paris, Francois Molins.

    De acordo com soldados que testemunharam o ataque, o agressor colocou sua pistola de ar na cabeça de uma soldado e gritou para outros soldados com ela: "Abaixe suas armas, ponha as mãos na cabeça, estou aqui para morrer por Alá. Em qualquer caso, haverá mortes". 

    Identificado como Zied ben Belgacem, o homem foi morto a tiros pelos outros soldados. Molins disse que três pessoas estavam sendo mantidas sob custódia policial.

    Ele disse que a escolha de Belgacem do alvo e a evidência que era um radical justificaram a abertura de uma investigação de terrorismo. 

    Mais de 3 mil pessoas foram evacuadas do terminal ocidental do aeroporto de Orly após o ataque contra os militares, segundo comunicou a rádio France Info. O ataque não gerou vítimas.

    Mais:

    Aeroporto de Paris Orly é evacuado por causa de tiroteio
    Tags:
    Alá, aeroporto, ataque, terrorismo, França, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar