01:47 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Vista da baía de Balaklava na cidade de Sevastopol

    EUA demandam da Rússia devolução 'imediata' da Crimeia à Ucrânia

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Mundo
    URL curta
    34531
    Nos siga no

    Os EUA pediram nesta quinta-feira (16) o “fim imediato” da “ocupação da Crimeia pela Rússia”, prometendo manter as sanções antirrussas até que Moscou devolva a península estratégica do Mar Negro à Ucrânia.

    "A Crimeia é parte da Ucrânia. Os Estados Unidos condenam novamente a ocupação russa da Crimeia e pedem seu fim imediato", disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Mark Toner, em um comunicado no aniversário de três anos da reintegração da Crimeia ao território da Rússia.

    Os EUA não reconhecem o referendo realizado no dia 16 de março de 2014, no qual mais de 96% da população da península votou a favor da separação da Ucrânia, na sequência de um golpe de Estado em Kiev.

    Na declaração de hoje, os EUA também pediram à Rússia que "cesse suas tentativas de suprimir a liberdade de expressão, reunião pacífica, associação e religião" entre os tártaros da Crimeia, ucranianos étnicos, ativistas pró-ucranianos e jornalistas. 

    Moscou rejeita as acusações de anexação, ressaltando que o referendo foi democrático e que a posterior reintegração da Crimeia ao território russo obedeceu ao princípio da autodeterminação dos povos, um dos pilares do direito internacional.

    Mais:

    A Crimeia em debate, 3 anos após reintegrada à Rússia
    Era uma vez... Crimeia depois de três anos com Rússia
    E se Crimeia tivesse continuado com Ucrânia? Líder da península pinta cenário apocalíptico
    'A Crimeia está se desenvolvendo e isso é visualmente perceptível'
    Opinião: 'A política europeia gradualmente reconhece o reencontro da Crimeia com a Rússia'
    Tags:
    referendo, aniversário, devolução, Ucrânia, Rússia, Crimeia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar