12:21 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    12317
    Nos siga no

    Os partidos ultranacionalistas ucraniano Svoboda, Pravy Sektor (Setor de Direita, em português), Corpus Nacional, entre outros, firmaram o chamado Manifesto Nacional com o objetivo de unir esforços e construir um estado nacional da Ucrânia.

    "Amanhã, quando o poder pertencer aos nacionalistas ucranianos, vamos implementar este manifesto", disse o líder do Svoboda, Oleg Tiagnibok, citado pela agência UNIAN. 

    O manifesto contém uma proposta para a adoção de um novo vetor geopolítico para a Ucrânia, sem orientação pró-ocidental ou pró-oriental. A ideia é criar uma nova "União dos mares Báltico e Negro", reconhecer a Rússia como um "Estado agressor em todos os níveis da diplomacia internacional, cortando todas as relações diplomáticas, bloquear o território ocupado da Ucrânia, cessar a atividade de negócios russo na Ucrânia e aplicar sanções à capital russa".

    Além disso, os nacionalistas propõem reconhecer certas zonas das regiões Donetsk e Lugansk como territórios ocupados e desenvolver um plano para a "libertação da Crimeia e Donbass". 

    Além disso, o manifesto destaca que o país deve ter apenas um idioma oficial: o ucraniano.

    Mais:

    Rand Paul: adesão da Ucrânia e da Geórgia à OTAN provocará uma guerra
    E se Crimeia tivesse continuado com Ucrânia? Líder da península pinta cenário apocalíptico
    Rússia continua comprando motores de helicópteros à Ucrânia
    'Sucata': OTAN envia velhas lanchas à Ucrânia
    Tags:
    manifesto, nacionalismo, conflito, Setor de Direita, Donbass, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar