19:28 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Munique: 10 anos do discurso histórico de Putin (17)
    1449
    Nos siga no

    O vice-presidente norte-americano Mike Pence afirmou que Donald Trump irá assegurar que o Irã nunca desenvolva uma arma nuclear capaz de ameaçar algum dos países da OTAN ou particular Israel.

    'Irã é o principal Estado patrocinador de terrorismo'

    Discursando durante a Conferência de Segurança em Munique, Pence comunicou que o abrandamento das sanções relacionadas com o programa nuclear fez com que o Irã obtivesse mais liberdade para ameaçar a região.

    "Na governação do presidente Trump, os EUA continuarão completamente empenhados em assegurar que o Irã nunca obtenha uma arma nuclear capaz de ameaçar outros países e Israel em particular", afirmou Pence no seu discurso.

    Pence se referiu ao Irã como o "principal Estado patrocinador do terrorismo" e criticou ferozmente o Plano de Ação Conjunto Global acordado em junho de 2015 por permitir que Teerã disponibilize mais recursos para "desestabilizar o Oriente Médio".

    Teerã e o chamado Grupo 5+1 (China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) adotaram em julho de 2015 o Plano de Ação Conjunto Global, que estabeleceu limitações ao programa nuclear iraniano para excluir sua possível dimensão militar em troca do levantamento das sanções internacionais.

    O Organismo Internacional de Energia Atômica (OIEA) se encarrega de vigiar a implementação técnica do acordo nuclear iraniano.

    Nos finais de janeiro passado, o Irã lançou um míssil balístico na província de Semnan. Vários dias mais tarde, o Departamento do Tesouro dos EUA anunciou a imposição de sanções contra 13 indivíduos e 12 entidades relacionadas com o programa iraniano de mísseis balísticos e o movimento xiita libanês Hezbollah, que conta com apoio de Teerã e é considerado como uma organização terrorista por Washington.

    'Trump permanecerá com Europa'

    Além disso, o vice de Trump assegurou seus aliados europeus que Washington continua apoiando a OTAN com firmeza e “seu compromisso em relação à aliança transatlântica será inquebrável”, comunicou a Associated Press.

    O presidente Donald Trump "permanecerá com a Europa", afirmou o vice-presidente republicano durante a sua primeira viagem oficial à UE. Tal discurso tinha como objetivo tranquilizar os aliados céticos europeus, preocupados com a política exterior dos EUA no governo de Trump, assim como com a vontade de Washington de preservar suas alianças internacionais.

    Washington e Moscou podem encontrar pontos em comum, mas com ressalvas

    Quanto às relações com Moscou, Pence afirmou que Trump tem confiança em poder encontrar os pontos em comum com a Rússia, mas ela deve assumir responsabilidades pela crise ucraniana e cumprir os acordos de paz de 2015, que pretendiam pôr fim aos combates no Leste da Ucrânia entre as forças do governo e os "rebeldes separatistas apoiados pelo Kremlin".

    Tema:
    Munique: 10 anos do discurso histórico de Putin (17)

    Mais:

    Irã acusa EUA de serem responsáveis pelo surgimento do Daesh
    Irã: Acordo nuclear não sofrerá revisão
    Trump aconselha presidente do Irã a ter cuidado
    Tags:
    acordo nuclear, testes de mísseis, mísseis balísticos, OTAN, Donald Trump, Mike Pence, EUA, Munique, Rússia, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar