21:58 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Dois soldados do Exército Livre da Síria patrulham a cidade de Jarablus em 31 de agosto de 2016

    Exército Livre da Síria participará das negociações sírias em Astana

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    113
    Nos siga no

    Representantes do Exército Libre da Síria (ELS), que faz parte da oposição armada ao governo de Damasco, participarão das negociações em Astana, segundo um anúncio feito pela organização.

    "Uma pequena delegação de comandantes e de representantes do Exército Livre da Síria está partindo para Astana, com objetivo de participar das discussões técnicas sobre o regime de cessar-fogo. Espera-se que as negociações preparem terreno para as negociações de Genebra", informou o comunicado da ELS, obtido pela agência Sputnik.

    No entanto, os representantes do grupo afirmaram que, desde o início do regime de cessar-fogo na Síria, as tropas do governo, supostamente, teriam violado a trégua. 

    Um reunião de alto nível, no âmbito das negociações de Astana para a normalização da crise na Síria, será realizada na capital do Cazaquistão nos dias 15 e 16 de fevereiro. O encontro será a portas fechadas, mas uma coletiva de imprensa está marcada após o fim das conversações. As delegações da Rússia, do Irã, do governo sírio e dos representantes da ONU já desembarcaram em Astana. Ainda estão sendo aguardadas as delegações da Turquia e da oposição armada.

    A primeira rodada de negociações sobre Síria em Astana foi realizada nos dias 23 e 24 de janeiro.

    As negociações sírias sob os auspícios da ONU, em Genebra, devem ser realizadas no dia 23 de fevereiro.

    Mais:

    Putin: Reunião de Astana reconhece impossibilidade de solução militar para crise síria
    De Mistura: Reunião trilateral Rússia-Irã-Turquia em Astana é importante para a Síria
    Delegação russa se reúne com enviado da ONU para a Síria, Staffan de Mistura em Astana
    Preparativos para início das conversações de paz em Astana estão a todo vapor
    Tags:
    negociações de paz, ONU, Exército Livre da Síria, Damasco, Astana, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar